Trânsito… é uma merda!

Uma grande perda de tempo no mundo moderno são os famosos engarrafamentos quilométricos que tomam conta de nossas cidades.

Desta forma, nada mais apropriado para se analisar nesse nosso querido blog que É uma merda! do que esse momento tão presente na vida de todos nós:

– xingar os outros não é mais a mesma coisa. Tão bom que era soltar um belo “vá pra $&@£ que pariu”… Mas desde a invenção do ar condicionado automotivo, essa modalidade esportiva antiestressante se perdeu. Continuamos a xingar, mas apenas nós mesmos e nossos queridos passageiros que ouvimos! Sem graça.

– paquerar as mulheres nos outros carros não é mais a mesma coisa. Bem, assim como a invenção do ar condicionado, as películas para escurecer os vidros acabaram com as encaradas às vizinhas… Nem é mais possível dar aquele olhar ameaçador ao mala que te fechou momentos antes! Sem graça.

– antigamente ter moto era o melhor bolado automotor que existia, fosse qual fosse a moto... Japonesas, playboy! Custons, barra pesada! Motoquinhas, alternativo! Agora, ter moto é como ser um mosquito numa festa… Todo mundo quer te esmagar… E os que conseguem, comemoram! Sem graça… Para os motoqueiros.

– equipamentos de som que valem mais do que o próprio carro em que está montado. Nada mais chato do que estar parado no engarrafamento e um metido a playboy mala estar com aquele som que vibra os nossos retrovisores a cada batida. Com certeza nem o próprio dono consegue ouvir a música, serve apenas para se mostrar. Além de incomodar todos em volta, o pseudo-playboy não percebe o papel de ridículo que é ter um equipamento de som que vale o mesmo que seu carro inteiro.

– ônibus… Acredito que esse tópico nem precisa de análise. Hora do rush, aquele engarrafamento quilométrico, e você preso naquela lata de sardinha, ouvindo a música vindo do celular daquele filho da @&$£ que se acha o DJ da lotação, aquele empurra-empurra na hora de entrar ou sair e aguentando o primeiro doido que resolve puxar papo enquanto você tenta ler, dormir ou ouvir música. É uma merda sem qualquer questionamento.

– chato demais, pelo menos ainda dá pra escrever um artigo como esse ao som da Voz do Brasil parado a menos de um quilometro de casa!

– resumindo: o trânsito já foi mais animado!

Sobre Renato Pinfildi

Quem sou eu??? Eu sou eu, oras!!

Publicado em 10/04/2012, em Desabafo e marcado como , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: